Depois Da Morte?

Neste momento você está vivo; você respira, anda, trabalha... Você pode ter uma vida de conforto – ou de miséria. O sol nasce, o sol se põe, em algum lugar uma criança está nascendo; em outro alguém está morrendo, num ciclo interminável.

Tudo na vida é passageiro,

MAS,

Para onde você irá

Depois da morte?

Independente de ser religioso,

     ou de não seguir nenhuma religião,

       você ainda precisa resolver

         esta questão importante,

            pois depois de uma vida curta nesta terra,

                 o homem vai para seu destino eterno

                      (leia Eclesiastes 12:5).

 

Onde fica este destino?

O cemitério onde você será enterrado não segurará a sua alma. Mesmo que seu corpo seja cremado e reduzido a cinzas, sua alma não será consumida. Se você perecer nas profundezas do mar, sua alma não morrerá afogada.

 

Sua alma nunca morrerá!

O Deus do céu e da terra decretou:

“Todas as almas são minhas”.

Depois desta vida, em algum lugar, a sua alma, “o verdadeiro você”, terá que prestar contas pelos atos praticados – bons ou maus – enquanto seu corpo ainda estava vivo (leia Hebreus 9:27).

  É possível que você seja um bom membro em sua igreja;

       Você pode se sentir arrependido pelas coisas erradas que tenha feito;

            Pode até ter devolvido para o dono objetos que você roubou...

Tudo isso é bom e necessário.

 

MAS,

Você não pode pagar o preço pelos

seus próprios pecados.

O Deus do céu, o justo Juiz de toda a terra, conhece a sua vida, todos os seus pecados. Não há nada que fique escondido aos olhos dele. Você não poderá entrar na glória do céu, seu lugar de descanso eterno, com estes pecados.

Mas, este mesmo Deus que mora no céu é um Deus de amor. Ele abriu um caminho no qual você pode encontrar a salvação. Você não precisa passar a eternidade nas chamas do inferno. Deus enviou seu Filho a este mundo para salvar a sua alma. Jesus tomou sobre si os seus pecados quando sofreu e morreu na cruz do Calvário. Deus entregou seu próprio Filho, seu maior tesouro, como sacrifício pelos seus pecados. “Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados” (Isaías 53:5). Estas palavras  fazem parte de uma profecia feita muitos anos antes de Jesus vir a esta terra.

Você crê que Jesus lhe ama? Você está disposto a orar e confessar seus pecados a ele? Está disposto a arrepender-se e crer no Senhor Jesus, o F ilho do Deus vivo? Se você lhe entregar toda a sua vida, ele encherá sua alma de paz e você receberá a promessa de uma vida gloriosa depois da morte. Somente assim você poderá ter a certeza de um lar eterno, no qual sua alma repousará em pleno gozo e paz.

Mas espere! O abismo de sofrimento e fogo que nunca se apagará é o destino daqueles que durante esta vida rejeitaram o amor remidor de Jesus. Depois da morte, não haverá mais oportunidade de arrependimento ou salvação. “Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos” (Mateus 25:41). “Lançai, pois, o servo inútil nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes” (Mateus 25:30).

Na Bíblia Sagrada, Deus adverte do juízo final que espera todos os habitantes da terra. Estas Sagradas Escrituras nos informam que antes do dia do juízo haverá sinais fortes e claros.

Antes de sua vinda haverá guerras e ameaças de guerras, tempos problemáticos; conflitos e diferenças de opinião entre nações que aparentemente não têm solução.

Haverá terremotos e epidemias em diversos lugares. A Bíblia nos conta que os homens maus ficarão cada vez piores. Ao mesmo tempo as pessoas não darão ouvidos às advertências, mas amarão os prazeres mais do que a Deus. Não estamos vendo o cumprimento destas profecias nos dias de hoje? Leia Mateus 24:6-7, 12 e 2 Timóteo 3:4.

Lembremos que o Juiz eterno é justo e o fato de você ser rico ou pobre, famoso ou desconhecido não terá nenhuma influência em seu julgamento, nem a sua cor, raça, posição social ou crença. Haverá um dia em que todos nós ficaremos perante o grande Criador e Senhor para sermos julgados segundo os nossos feitos (leia Mateus 25:32-33).

Na eternidade que nos espera não haverá relógios nem calendários; ninguém falará em anos ou séculos. A fumaça do tormento dos pecadores e daqueles que não amavam a Deus ascenderá para todo o sempre – e enquanto isso os salvos estarão no céu, um lugar de paz e alegria, ouvindo músicas celestiais. Escolha agora! Qual você quer? Logo, logo será tarde demais. “Agora é o dia da salvação” (2 Coríntios 6:2 – leia também Mateus 11:28-30).